Formação de
Talentos

Situação geral

O mecanismo eficaz de longo prazo para a formação de talentos é um dos cinco mecanismos eficazes de longo prazo criados pelo actual Governo, para melhor concretizar os trabalhos da formação de talentos. Em 2014, foi criada a Comissão de Desenvolvimento de Talentos e o seu trabalho é construir um sistema estável para o desenvolvimento de talentos, permitindo que os residentes desenvolvam, de forma plena, as suas capacidades individuais, tendo, principalmente, três funções básicas:

  1. Previsão da procura de talentos (Grupo Especializado de Planeamento e Avaliação);
  2. Formação e estímulo de talentos (Grupo Especializado para Formação de Talentos); e
  3. Aproveitamento dos recursos dos talentos (Grupo Especializado do Incentivo ao Regresso de Talentos a Macau).

 

Grupo Especializado para Formação de Talentos:

Para melhor realizar os seus trabalhos, este grupo especializado, de acordo com os tipos de talentos (elites, quadros qualificados e quadros técnico-profissionais) criou, para desenvolver os respectivos trabalhos, os seguintes subgrupos: Subgrupo do Programa de Formação de Elites, Subgrupo do Programa de Estímulo aos Quadros Qualificados e Especializados e Subgrupo do Programa de Incentivo aos Quadros Técnico- Profissionais.

 

Subgrupo do Programa de Formação de Elites

Por elites entendem-se os grupos que possuem uma força social (como por exemplo, força laboral, produtividade e capacidade de mudança, entre outras competências integradas) mais qualificada, comparativamente com outros grupos da sociedade, posicionando-se no topo de uma sociedade, caracterizando-se por possuírem um maior potencial de desenvolvimento.

Modelo de formação: seleccionar talentos de topo em vários sectores sociais e facilitar-lhes a frequência de cursos, acções de formação e estágios, entre outros, em universidades de renome, instituições internacionais, instituições públicas ou empresas modernas do Interior da China, ou do exterior, através de planos de cooperação, para a formação e a reserva de quadros altamente qualificados de Macau.

 

Apresentação dos projectos

Plano de estágio

"Plano de estágio em instituições internacionais"

Breve apresentação do plano:

Com o objectivo de alargar o horizonte internacional dos jovens de Macau, incutir nos mesmos respeito pelas diversas culturas e impulsionar o seu desenvolvimento profissional, à base do protocolo celebrado entre a Comissão de Desenvolvimento de Talentos (CDT) e instituições subordinadas à Organização das Nações Unidas (ONU), serão seleccionados jovens locais com capacidade e a qualificação exigida para se deslocarem à sede, às agências representativas ou instituições subordinadas à ONU, onde serão realizados os estágios, com a duração de 12 meses, para adquirirem experiência de trabalho em instituições internacionais, que se irão revelar muito valiosas para eles próprios, contribuindo, deste modo, para a formação e reserva de jovens locais qualificados, conhecedores dos assuntos internacionais.

Em 2016, o Governo da RAEM e a UNESCO (organização da ONU para a Educação) celebraram um acordo de cooperação, tendo, em 2017, lançado pela primeira vez um plano designado por “plano de estágio UNESCO”, mediante o qual os jovens de Macau participaram nos projectos, da UNESCO nas áreas da Educação, Ciência e Cultura, desenvolvidos em países africanos e afro- -americanos. Até à presente data, sete jovens locais concluíram ou estão em fase de conclusão dos mesmos. Após consensos, sucessivamente, estabelecidos foi celebrado, em 2018, um protocolo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR, UNHCR em inglês) através do qual serão lançados, em 2019, projectos desenvolvidos no âmbito da UNESCO e do UNHCR, nos quais os jovens de Macau podem participar, a título de estágio, para adquirirem diversas experiências sobre assuntos internacionais e terem conhecimento das tendências do desenvolvimento social da comunidade internacional.

Este plano que é coorganizado pela CDT e pela Fundação Macau, tem um máximo de 10 vagas anuais, sendo subsidiadas as despesas de deslocação de ida e volta, o custo de vida e o seguro. Seguem-se as informações necessárias:

Referência:

 

"Programa de Estágio para Jovens de Macau na Zona da Grande Baía Guandong-Hong Kong-Macau"

Breve apresentação do programa:

São destinatários deste programa os residentes permanentes de Macau, com idades entre os18 e os 29 anos, que frequentem cursos universitários em Macau ou no exterior. Aos admitidos a este programa, a ser realizado durante as férias de Verão, é proporcionada a oportunidade de se deslocarem às cidades integradas na Grande Baía do Delta do Rio das Pérolas para estagiarem e adquirirem experiência de trabalho em empresas ou instituições destas cidades, para compreenderem a situação de desenvolvimento socioeconómico do País, alargando, assim, o seu leque de desenvolvimento profissional na China. Coorganizado pela CDT e pelo Gabinete para os Assuntos de Hong Kong e Macau, do Governo Popular da Província de Guangdong, este programa terá 36 vagas anuais, às quais serão concedidos subsídios para deslocação de ida e volta, seguro e custo de vida. Seguem-se as informações necessárias:

 

Programa da concessão do apoio financeiro para frequência dos cursos

"Curso de mestrado em Gestão Empresarial"

Breve apresentação do programa:

Com o objectivo de formar quadros qualificados em gestão com uma visão internacional, o Governo de Macau apoia os residentes locais na frequência de cursos de Mestrado em Gestão Empresarial ministrados por universidades e instituições de renome internacional. Há, actualmente, 13 cursos de Mestrado em Gestão Empresarial com matérias de natureza comercial e interdisciplinar, aos quais os residentes locais se podem candidatar. Este programa visa formar quadros qualificados em gestão de nível avançado, com capacidade e raciocínio de inovação e estratégias a diversos níveis. O programa é coorganizado pela CDT e pela Fundação Macau, tem cinco vagas anuais e concede subsídio no valor de MOP$200.000,00, a cada.

 

"Cursos de pós-graduação ministrados pelas universidades portuguesas, filiadas no Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas"

Breve apresentação do programa:

Para promover a formação de quadros qualificados para a Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, o Governo de Macau incentiva os residentes locais a frequentarem cursos de pós- -graduação ministrados pelas universidades portuguesas, filiadas no Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, formando assim quadros qualificados em diversos ramos profissionais.

Este programa é desenvolvido sob a coorganização da CDT e do Fundo do Ensino Superior, com o seguinte número de vagas e importâncias a conceder:

Tipo de cursos N.º de bolsas Montante anual a conceder (MOP)
I Doutoramento 2 80.000
II Mestrado 6 58.000

Nota: Se as bolsas de estudo do Tipo dos cursos I não forem totalmente concedidas, o número de bolsas remanescente passa a ser afectado aos cursos do Tipo II, totalizando assim as 8 bolsas a conceder anualmente aos dois Tipos de cursos.

 

"Cursos de Mestrado da Universidade de Coimbra em Portugal"

Breve apresentação do programa:

Iniciado em 2017 e coorganizado pela CDT, Comissão Técnica de Atribuição de Bolsas para Estudos Pós-graduados e Fundação Macau, o “Programa de concessão de apoio financeiro para frequência de cursos de Mestrado da Universidade de Coimbra, em Portugal” visa formar quadros qualificados em chinês-português nos diversos âmbitos profissionais, com três vagas anuais, a concessão do subsídio anual corresponde a 58.000 patacas cada.

 

Subgrupo do Programa de Estímulo aos Quadros Qualificados e Especializados

Entende-se por quadros qualificados e especializados os que têm uma boa base profissional em determinada área e uma excelente capacidade técnica, sendo os talentos especializados que asseguram a ética profissional no ramo da actividade que exercem.

Modelo de formação::Através de apoio e de acções de aperfeiçoamento, pós-graduação da especialização, experimentação e treino, promover o crescimento especializado.

 

Trabalhos concretos:

"Formação de profissionais nos sectores financeiro e segurador"

Breve apresentação da formação:

Com o objectivo de formar quadros qualificados para promover, em Macau, o desenvolvimento das actividades financeiras com características próprias, o CDT e o Instituto de Formação Financeira de Macau (IFF) organizam em conjunto actividades de formação pragmáticas, sob a forma de conferências, workshops e cursos de curta duração, destinadas aos profissionais do sector e estudantes universitários dos cursos destas áreas, com matérias relacionadas com tecnologia financeira (Fintech), tecnologia de seguros (Insutech) e locação financeira, no sentido de formar quadros profissionais qualificados para o desenvolvimento de actividades emergentes e inovadoras, impulsionando assim a diversificação das actividades económicas de Macau.

 

"Programa de Estímulo à Formação e aos Exames de Credenciação"

Breve apresentação do programa:

Em conformidade com as Linhas de Acção Governativa e a necessidade de desenvolvimento financeiro, a partir de 2019, novos exames de certificação estarão disponíveis na actual lista de prémios atribuídos pelo Programa de Estímulo à Formação e aos Exames de Credenciação dos Quadros Qualificados, nomeadamente nas áreas das finanças e tecnologia informática, de forma a elevar os níveis de aptidão profissional e desenvolvimento técnico dos profissionais.

 

Subgrupo do Programa de Incentivo aos Quadros Técnico-Profissionais

Entende-se por quadros técnico-profissionais um determinado tipo de quadros especializados dotados de capacidade para aplicar proficientemente os conhecimentos profissionais e técnicos no trabalho a que se dedicam ou nos respectivos postos de trabalho, podendo ainda dominar conhecimentos e técnicas básicas de primeira linha dos sectores de actividade.

Modelo de formação: A formação profissional é um meio importante para a formação e o desenvolvimento de talentos, sendo, também, o principal método para aumentar conhecimentos, competência, qualificação, experiência e grau de proficiência no trabalho do respectivo pessoal que se dedica à actividade. A par disso, deve-se dar ênfase, na preparação desses quadros, a um modelo de formação que conjugue a aprendizagem teórica com o treino prático.

 

Trabalhos concretos:

"Quadro de cooperação entre o governo e as empresas na formação profissional e na promoção da certificação dos quadros"

Breve apresentação do Quadro:

Em 2015, foi através do “Quadro de cooperação entre o governo e as empresas na formação profissional e na promoção da certificação dos quadros” que se estabeleceram laços de cooperação entre os serviços com determinadas competências e o sector privado profissional, com vista à formação de quadros técnico-profissionais para todos os sectores, através de um sistema de três-em-um, caracterizado por abranger a formação, a certificação e a colocação dos mesmos, elevando-se, deste modo, os níveis de aplicação das técnicas práticas dos efectivos profissionais, optimizando-se a qualidade geral dos recursos humanos nesta área e criando-se condições para a diversificação da economia. A comissão criada para o efeito responsabilizou-se, de acordo com as Linhas de Acção Governativa para o Ano Financeiro de 2016, pelo acompanhamento da execução do trabalho de formação desenvolvido sob o referido Quadro.

 

Breve apresentação dos trabalhos desenvolvidos sob o Quadro

Dos cursos de elevação dos níveis das técnicas profissionais
  2016 2017 Variação
N.º de cursos 172 268

+96
(+55.8%)

N.º de residentes participantes  3,725 5,279   +1,554
(+41.7%)
N.º de residentes que concluíram a formação  3,266  4,879  +1,613
(+49.4%)
(Taxa de conclusão)  (87.7%)  (92.4%)  (+4.7%)
Entidade colaboradora      
Serviço Público:  4  +2
(+50%)
Associação:  11  -2
(-18.8%)
Organização profissional:  2 +1 
(+50%)
Instituições de ensino superior:  1  3  +2
(+100%)
Empresas:  19 26   +7 
(+36.8%)

Informações provenientes da Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais

 

Dos cursos de formação com exame de certificação
  2016 2017 Variação
N.º de cursos 41 42

+1
(+2.4%)

N.º de residentes participantes 1,223 994  -229
(-18.7%)
N.º de residentes que concluíram a formação 1,112 920  -192
(-17.3%)
(Taxa de conclusão) (90.9%) (92.6%)  (+1.7%)
Tipo de cursos com certificação 39 42  +3
(+7.7%)
N.º de participantes na certificação 1,003 857  -146
(-14.6%)
(Um exame com duas certificações) (420) (366)  -54
(-12.6%)
(Taxa de aprovação) (90.2%) (93.2%) (+3%)
Entidade colaboradora      
Serviço Público: 2 1  -1
(-50%)
Associação: 4 3  -1
(-25%)
Organização profissional: 2 3 +1 
(+50%)
Instituições de ensino superior: 0 0 ---
Empresas: 0 5  +5 

Informações provenientes da Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais

 

Da avaliação das técnicas
  2016 2017 Variação
Projectos 13 13

---

Tipo de projectos com certificação 21 22  +1
(4.8%)
N.º de residentes participantes 3,861 3,373  -488
(-12.6%)
N.º de residentes participantes na certificação 2,987 2,583  -404
(-13.5%)
Tipo de cursos com certificação (em percentagem)  178
(6%)
286
(11.1%)
 +108
(+60.7%)
Licença de agente imobiliário (em percentagem) 1,892
(63.3%)
1,407
(54.5%)
 -485
(-25.6%)
Taxa de aprovação 77.4% 76.6%  -0.8%

Informações provenientes da Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais

 

De outras avaliações técnico-profissionais e acreditação profissional
Tipo de projectos com certificação N.º de inscrição N.º de aprovação
2016 2017 Variação 2016 2017 Variação
Tecnologia informática 745 781 +4.8% 479 557 +16.3%
Gestão comercial 2,681 2,305 -14.0% 1,025 1,048 +2.2%
Técnicas profissionais 643 550 -14.5% 438 452 +3.2%
Línguas 2,001 1,779 -11.1% 111 134 +20.7%
Outros 195 300 +53.8% 2 1 -50%
Total 6,265 5,715 -8.8% 2,055 2,192 +6.7%

Informações provenientes do Centro de Produtividade e Transferência de Tecnologia de Macau

O número exacto das pessoas que foram aprovadas no exame é superior ao acima indicado porque algum resultado do exame foi mantido na entidade do exame

 

Dos números sobre os cursos e formação
Principais elementos 2016 2017 Variação
N.º de instituições 51 57

+11.8%

N.º de trabalhadores efectivos 2,096 2,020 -3.6%
N.º de cursos 1,718 1,685 -1.9%
N.º de turmas 3,701 3,356 -9.3%
N.º de participantes 65,751 66,500 +1.1%
N.º de formandos 54,788 55,323 +1.0%
N.º de docentes a tempo inteiro 318 373 +17.3%
N.º de docentes a tempo parcial 1,096 896 -18.2%
N.º de pessoal não docente 682 751 +10.1%

Informações provenientes da Direcção dos Serviços de Estatística e Censos

 

N.º de participantes distribuídos pelos diversos tipos de cursos
Cursos

N.º de participantes 2016

N.º de participantes 2017 Variação
Comércio e gestão 20,271 21,269

+4.9%

Informática 8,223 8,238 +0.18%
Línguas 7,255 7,492 +2.4%
Turismo, jogo, convenções e exposições 3,211 7,327 +128.1%
Segurança e segurança de trabalho 4,149 5,126 +23.5%
Arte, design e confecção de vestuário 3,704 3,046 -17.8%
Hotelaria e restauração 3,654 2,930 -19.8%
Assistência médica e higiene 4,026 2,543 -36.8%
Construção 1,669 1,700 +1.9%
Engenharia electromecânica 1,537 1,383 +10.0%
Direito 1,650 488 -70.4%

Informações provenientes da Direcção dos Serviços de Estatística e Censos

 

N.º de participantes que concluíram a formação, distribuído pelos diversos tipos de cursos
Cursos

 N.º de participantes que concluíram a formação 2016

N.º de participantes que concluíram a formação 2017 Variação
Comércio e gestão 17,991 18,184

+1.1%

Informática 6,330 5,852 -7.5%
Línguas 5,911 5,755 -2.6%
Turismo, jogo, convenções e exposições 2,137 5,748 +168%
Segurança e segurança de trabalho 3,482 4,309 +23.8%
Arte, design e confecção de vestuário 3,074 2,468 -19.7%
Hotelaria e restauração 2,803 2,617 -6.6%
Assistência médica e higiene 3,682 2,362 -35.9%
Construção 1,426 1,515 +6.2%
Engenharia electromecânica 1,157 1,302 +12.5%
Direito 1,302 450 -65.4%

Informações provenientes da Direcção dos Serviços de Estatística e Censos

 

Variação da estrutura da população local empregada por profissão
Padrão 2016(1) 2017(2)
Variação da população empregada:  +10%  +11%
Variação da população empregada com habilitações académicas do ensino superior:  +80%  +93.7%
Variação do pessoal de gestão, da área técnico-profissional de nível médio e elevado:  +54%  +54%
Variação do n.º de trabalhadores administrativos:  +21.2%  +23.5%
Variação dos croupiers e ficheiros:  +29.3%  +22.5%
Variação do pessoal dos serviços e vendedores:  -3.1%  +2.3%
Variação dos trabalhadores da produção industrial e artesãos:  -15.6%  -21.6%
Variação dos operadores de instalações e máquinas, condutores e montadores:  0%  +7.4%
Variação dos trabalhadores não qualificados: -32.4% -45.8%

Informações provenientes da Direcção dos Serviços de Estatística e Censos

(1):Variação em 2016 relativamente a 2010; (2):Variação em 2017 relativamente a 2010

 

"Sistema da Plataforma de Informações do Centro de Certificação"

Breve apresentação do Sistema:

Em Maio de 2017, foi criado o “Sistema da Plataforma de Informações do Centro de Certificação”, para divulgar informações sobre certificações reconhecidas a nível nacional e internacional e em Macau, as formalidades de inscrição para os respectivos exames, bem como as informações dos respectivos cursos de formação, com vista a promover, de forma contínua, e motivar, mediante medidas de incentivo, a participação dos residentes nos cursos de formação e exames de credenciação, reforçar as suas técnicas de aplicação e estimular a sua ascensão profissional.

 

"Programa de Estímulo à Formação e os Exames de Credenciação dos Quadros Qualificados"

"Programa de Estímulo à Formação e os Exames de Credenciação dos Quadros Qualificados"- Regulamento para 2019

Breve apresentação do Sistema:

Em Novembro de 2017, a Comissão de Desenvolvimento de Talentos, a Direcção dos Serviços de Educação e Juventude e a Fundação Macau lançaram, em conjunto, o Programa de Estímulo à Formação e os Exames de Credenciação dos Quadros Qualificados. Numa primeira fase, este Programa limitou-se aos exames de proficiência nas línguas, sendo, em Julho de 2018, estendidos os prémios aos exames e credenciação de técnicas profissionais. Pretende-se, em 2019, através da atribuição de prémios, incentivar mais residentes a planearem a sua participação nas actividades de formação e nos exames de credenciação, incrementando as suas qualidades profissionais e competências individuais, contribuindo para a reserva de quadros qualificados nos diversos domínios, o que é benéfico para o desenvolvimento diversificado da economia local.

 

Catálogo dos prémios

Este programa é constituído por três componentes, que constam nos catálogos de atribuição de prémios nas avaliações, nomeadamente relacionados com a avaliação linguística, avaliação técnico-profissional e acreditação profissional. Os residentes de Macau podem requerer on-line a atribuição destes prémios quando o resultado do exame atinge os níveis estabelecidos para o efeito. Quando o requerente, para o mesmo exame, em que já foi, anteriormente, premiado, apresenta novo pedido de atribuição, só lhe é atribuído o prémio se a nota, agora, obtida for superior à anterior, conducente à precedente atribuição, podendo, neste caso, ser novamente atribuído o prémio no valor de 1000 patacas após ter sido apreciado o respectivo pedido.

 

Prémios atribuídos:

Catálogo de atribuição do prémio na avaliação linguística (até finais de Dezembro de 2018)
Avaliação linguística N.º de prémios atribuídos Valor médio da nota obtida Nota mais elevada Nota mais baixa
IELTS General Training Test 7 7.4 8.0 7.0
Putonghua Shuiping Ceshi (PSC) 152(1) 84.9 92.7 80.0
Hanyu Shuiping Kaoshi (HSK) 9(2) 279.4 299.0 250.0
Centro de Avaliação de Português Língua Estrangeira (CAPLE) 10(3) --- --- ---
TOEIC Listening & Reading Test 68 850.2 990.0 750.0

Nota:

(1) (2) (3)
Putonghua Shuiping Ceshi (PSC) N.º de prémios atribuídos Hanyu Shuiping Kaoshi (HSK) N.º de prémios atribuídos CAPLE N.º de prémios atribuídos
Nível 1-A 0 Nível 6 4 B2 3
Nível 1-B 8 Nível 5 0 C1 3
Nível 2-A 47 Nível 4 5 C2 4
Nível 2-B 97 --- --- --- ---
Total 152   9   10

 

Catálogo de atribuição do prémio na avaliação técnico-profissional (até finais de Dezembro de 2018)
Prémio Técnico-Profis-sional N.º de prémios atribuídos Nível intermédio Nível superior Técnico Técnico de nível elevado
Electricista 99 69 30 0 0
Chefe de cozinha chinesa 14 14 0 0 0
Chefe de pastelaria chinesa 8 8 0 0 0
Chefe de cozinha ocidental 10 10 0 0 0
Chefe de pastelaria ocidental 8 8 0 0 0
Total 139 109 30 0 0