Cultura e Actividades Desportivas

Cultura

Nos últimos quatro séculos da sua história, têm coexistido em Macau diversas culturas num pluralismo de línguas, de valores, de crenças religiosas, de hábitos, de costumes, de tradições, e de estilos arquitectónicos, que têm desenvolvido, gradualmente, uma cultura única. Nesta cultura própria de Macau coexistem, para além de outras, elementos indeléveis das duas culturas mais fortes em presença, a cultura chinesa tradicional e a cultura ocidental, esta, principalmente por via portuguesa. É, no entanto, predominante a cultura tradicional chinesa.

Seguindo uma política de desenvolvimento da cultura, com especial enfoque na preservação das características culturais da Região, e sua diversificação cultural, o Governo da RAEM organiza diversas actividades culturais. Neste sentido, convida grupos artísticos de Macau, do Interior da China e estrangeiros, para realizarem espectáculos em Macau, dando assim, ao público local, a oportunidade de conhecer outras gentes, histórias, culturas e artes, promovendo o intercâmbio e enriquecendo o conhecimento cultural dos residentes. Importante, também, para a prossecução daquela política é o apoio financeiro prestado pelo Governo da RAEM a organizações cívicas e agentes culturais para a organização de diversas acções culturais e criação artística, valorizando, assim, a vida cultural da RAEM.

Património Cultural de Macau

O património cultural é um valioso recurso cultural de Macau. A Lei nº 11/2013, Lei de Salvaguarda do Património Cultural de Macau, regulamenta em matéria de protecção o respectivo património cultural de bens imóveis classificados, bens móveis classificados, património cultural intangível, património cultural arqueológico e árvores antigas e de reconhecido valor. Além disso, “O Centro Histórico de Macau” é o núcleo urbano da zona antiga da cidade, interligado por praças e ruas, inclusivamente os 22 sítios de bens imóveis classificados e oito praças/largos. “O Centro Histórico de Macau” foi inscrito na Lista do Património Mundial em Julho de 2005, tornando-se no 31.º sítio designado como Património Mundial na China.

Principais Eventos Culturais

Festival de Artes de Macau

O Festival de Artes de Macau ilumina a cidade, todos os anos, no início do Verão, reunindo teatro, dança, música, circo, artes visuais e multimédia, num diverso programa de eventos artísticos. Um misto de artistas locais, regionais e internacionais, vindos de diferentes regiões e países, apresentam uma grande variedade de espectáculos, incluindo Ópera Cantonense, música clássica e moderna ocidental, música e drama chineses, teatro macaense e uma série de outras representações artísticas apreciadas por um público multicultural entusiasta, durante um mês inteiro.

Festival Internacional de Música de Macau

O Festival Internacional de Música de Macau é um dos principais eventos culturais organizado pelo Instituto Cultural, do Governo da RAEM. A primeira edição foi realizada em 1987, sendo organizado anualmente em Outubro, com duração de um mês. Este evento foi criado para atrair diferentes obras musicais de alta qualidade, para elevar o nível cultural dos cidadãos de Macau, e, ao mesmo tempo, atrair turistas, tornando Macau uma cidade da cultura. Os tipos de programas que se encontram neste festival são cada vez mais diversificados, desde ópera clássica, sinfonia, música de câmara, música vocal, orquestra chinesa, até jazz, música da América Latina, música de vanguarda, entre outros, fornecendo assim, programas musicais diversificados e de alta qualidade aos residentes de Macau e turístas.  

Desfile por Macau, Cidade Latina

O “Desfile por Macau, Cidade Latina” é um evento cultural que atravessa as ruas de Macau. Criado em 2011, tem lugar, anualmente, no dia 20 de Dezembro para celebrar o aniversário da Transferência da Administração de Macau para a China. São convidados a participar no Desfile vários grupos performativos estrangeiros, bem como centenas de talentosos artistas locais, que guiam residentes e turistas numa aventura pelas ruas e ruelas de Macau, levando danças e cantares aos bairros históricos da cidade. O Desfile revela as características culturais únicas de Macau e a sua atmosfera multicultural, terminando numa grandiosa actuação conjunta, na qual os artistas apresentam coloridas e deslumbrantes actuações oníricas, levando o evento ao auge em celebração desta ocasião festiva!

Concurso para Jovens Músicos de Macau

O Concurso para Jovens Músicos de Macau, organizado, anualmente, pelo Instituto Cultural do Governo da RAE de Macau, tem como objectivo a promoção da cultura musical local, a melhoria das capacidades de treino e actuação dos jovens músicos locais e o apoio ao desenvolvimento de sua carreira profissional.

Teatro (Arte) / Teatro (Arquitectura) / Exposição

Teatro Dom Pedro V

O Teatro Dom Pedro V, construído em 1860, foi o primeiro teatro de estilo ocidental na China, sendo um importante ponto de encontro entre a comunidade portuguesa da altura. Além de uma sala dianteira, o Teatro possui um salão de espectáculos, um auditório com 276 assentos distribuídos em forma de concha. Com 150 anos de funcionamento, o Teatro é, ainda hoje, um local onde, frequentemente, se realizam espectáculos.

Centro Cultural de Macau

O Centro Cultural de Macau foi inaugurado em Março de 1999. O Centro Cultural de Macau é um complexo de edifícios constituído por Auditórios, Museu de Arte, Largo do Centro Cultural e Museu das Ofertas sobre a Transferência de Soberania de Macau. O Complexo de Auditórios do Centro Cultural de Macau é dotado de dois recintos de representação, um grande auditório (com um fosso para orquestra), com capacidade para 1076 espectadores, e um pequeno auditório, com apenas 389 lugares.

Teatro Caixa Preta no Antigo Edifício do Tribunal

O antigo edifício do Tribunal será a nova sede da Biblioteca Central, actualmente e a título temporário, é um espaço para exposições e actuações. Localizado no primeiro andar do edifício, o Teatro Caixa Preta destina-se, principalmente, à representação de dramas e danças de pequena envergadura. Para se adaptar a diferentes concepções de representação, os assentos do teatro podem ser colocados de forma unidireccional, bidireccional ou transversal, permitindo acomodar entre 90 a 120 espectadores.

Galeria Tap Seac

A Galeria Tap Seac é uma das principais bases para realização de exposições de artes e de ensino das artes, e é utilizada pelo Governo da RAEM para organizar exposições de artes visuais e diferentes tipos de eventos culturais. A Galeria Tap Seac está instalada num edifício de dois pisos, construído nos anos 20, do século passado, uma típica residência de família abastada de Macau. O edifício originalmente composto por duas partes foi convertido, após obras de remodelação, num único conjunto arquitectónico, estando instalada, no seu rés-do-chão, a actual Galeria Tap Seac, sendo metade da parte da frente, cerca de 400 metros quadrados, a área principal de exposições, e a parte de trás é utilizada para exposições, seminários, palestras, entre outros. A Galeria Tap Seac tem cerca de 400 metros quadrados de área para exposições, podendo albergar, também, seminários e conferências, entre outras actividades. O conjunto arquitectónico do Bairro do Tap Seac composto pela Galeria Tap Seac e as construções circundantes está classificado, por lei, como património arquitectónico.

Museus

Enquanto local de encontro das culturas oriental e ocidental, Macau possui muitos museus singulares, dos quais se destacam o Museu de Macau, o Museu das Ofertas sobre a Transferência de Soberania de Macau, o Tesouro de Arte Sacra do Seminário de S. José, a Casas da Taipa, o Museu de Arte Sacra, o Museu Marítimo, o Museu do Grande Prémio, o Museu do Vinho e o Museu do Corpo de Bombeiros.

Museu de Macau

O Museu de Macau situa-se na Fortaleza do Monte – que faz parte do Património Mundial nas proximidades das Ruínas de São Paulo. O Museu de Macau tem por objectivo revitalizar a história e a multiplicidade das culturas de Macau. Os objectos em exibição, com rico e profundo conteúdo histórico e cultural, relatam as vicissitudes da História de Macau durante séculos, e o harmonioso convívio dos seus residentes de origens e culturas diversas. O Museu abriu ao público em 18 de Abril de 1998.

Museu de Arte de Macau

O Museu de Arte de Macau foi criado a 19 de Março de 1999. Tem uma superfìcie total de 10.192 m2, dos quais mais de 4.000 são galerias de exposição. É o maior e o único Museu na Região Administrativa Especial de Macau, dedicado inteiramente à Arte. O edifício do Museu tem cinco andares com áreas de exposição distintas: a Galeria de Caligrafia e Pintura Chinesa e a Galeria de Cerâmica Chinesa situam-se no piso 4, enquanto que a galeria do piso 3 exibe Quadros Históricos e Obras Contemporâneas de artistas de Macau. No segundo piso, existe uma ampla sala de exposições temáticas, a par de outra de menor dimensão, situada no 1º andar e rés-do-chão. O Museu da Cerimónia de Transferência é gerido pelo MAM. A biblioteca do Museu disponibiliza livros e revistas sobre relíquias culturais e arte. Inaugurado em Novembro de 2008, a Praça da Arte com 700 m2 de área, engloba uma sala de gravura, estúdio, uma sala multi-funcional e uma sala de audiovisual, principalmente para o ensino de criação artística e ensino e teoria da arte.

Além de oferecer exposições permanentes para mostra das suas colecções, o MAM apresenta exposições de diversos tipos de intercâmbio com museus e organizações da China e de outras regiões e países, permitindo que o público aprecie as obras de arte e culturas de diferentes lugares e épocas.

Museu das Ofertas sobre a Transferência de Soberania de Macau

O Museu das Ofertas sobre a Transferência de Soberania de Macau está situado na Rua de Xian Xing Hai, no NAPE, adjacente ao Museu de Arte de Macau. O local serviu de palco para a cerimónia de transferência de poderes, organizada, conjuntamente, pelos governos da República Popular da China e da República Portuguesa, em 20 de Dezembro de 1999. Com a demolição da construção anterior, no espaço foi edificado o Museu das Ofertas sobre a Transferência de Soberania de Macau. A edificação do referido Museu destina-se a assinalar a efeméride da transferência de Administração de Macau e foi inaugurado em Dezembro de 2004.

O principal espaço de exposição apresenta as diferentes ofertas do Conselho de Estado da República Popular da China, de todas as províncias do país, municípios, regiões autónomas e da Região Administrativa Especial de Hong Kong. Através de exposições serão dados, aos residentes de Macau e turistas, conhecimentos sobre a história, geografia e cultura da China

A galeria de exposições temáticas será utilizada para realizar outras exposições, sobretudo relacionadas com a história da transição, a cultura e história de Macau, para elevar a qualidade de vida cultural dos residentes de Macau.

Tesouro de Arte Sacra do Seminário de S. José

Fundado em 1728 pelos missionários jesuítas, o Seminário de S. José foi o centro de formação de inúmeros sacerdotes católicos notáveis ao longo dos últimos três séculos, acompanhando a evolução da sociedade de Macau e contribuindo positivamente para a sua elevação cultural, educacional, artística e social.

O Seminário de S. José alberga um grande número de relíquias religiosas, como, por exemplo, livros e documentos, pinturas a óleo, imagens, alfaias religiosas e outros. Para dar ao público a oportunidade de as apreciar, o Instituto Cultural, do Governo da RAEM, cooperou com o Seminário e a Diocese de Macau no estabelecimento do Tesouro de Arte Sacra do Seminário de S. Joséque foi inaugurado em Outubro de 2016.

Museu de Arte Sacra e Cripta

Entre 1990 e 1996, a Administração de Macau procedeu aos trabalhos de escavação arqueológica e de restauro da antiga Igreja da Madre de Deus do Colégio de S. Paulo (Ruínas de S. Paulo), e construiu o Museu de Arte Sacra e o Túmulo do padre Alexandre Valignano, tido como fundador do Colégio de S. Paulo, no local definido, segundo estudos e provas arqueológicas. O Museu abriu ao público em 23 de Otubro de 1996.

Casa do Mandarim

A Casa do Mandarim é a residência antiga de Zheng Guanying, uma personalidade afamada da história contemporânea da China, que completou a sua obra-prima “Advertências em Tempos de Prosperidade” nesta casa. Zheng Wenrui, o pai de Zheng Guanying, iniciou os trabalhos de construção da casa e os seus irmãos continuaram o projecto, ampliando a propriedade, devendo a casa ter sido inaugurada antes de 1869. A Casa do Mandarim foi formalmente aberta ao público em Fevereiro de 2010.

Casa de Lou Kau

Construída por volta de 1889, esta casa foi a residência de Lou Kau, um importante mercador chinês de Macau, sendo também uma das poucas mansões nobres dos finais da dinastia Qing bem conservadas integralmente. O edifício mantém no interior os seus elementos decorativos, mostrando elementos comuns ao design de habitações típicas das províncias de Guangdong e Guangxi.

 Casa do General Ye Ting

A Casa do General Ye Ting é a antiga residência onde o general Ye Ting e sua família moravam. O general Ye Ting foi um dos fundadores do Exército Popular de Libertação da China e um destacado militar. A Casa de Ye Ting é um edifício de estilo arquitectónico ocidental com dois andares, onde estão guardados mais de uma dezena de objectos históricos valiosos, como, por exemplo, mobílias, incluindo um armário em madeira, um relógio de pêndulo, uma cama em madeira e outros objectos de uso quotidiano, que estavam colocados no seu espaço original. A Casa do General Ye Ting foi formalmente aberta, como espaço museológico, em Maio de 2014.

Farmácia Chong Sai

O edifício sito no No. 80 da Rua das Estalagens, aonde em tempos se encontrava instalada a farmácia “Chong Sai” estabelecida pelo Dr. Sun Yat Sen, foi construído antes de 1892. Trata-se de um edifício de estrutura típica “loja-casa”, com loja no piso térreo e residência no piso superior. Posteriormente o edifício foi arrendado ao longo dos anos.

O Governo da R.A.E. de Macau adquiriu o edifício em 2011 e levou a efeito trabalhos de restauro e reabilitação. Depois das obras de conservação serem concluídas em 2016, o local transformou-se num espaço público para exposições.

Museu Marítimo

O Museu Marítimo de Macau foi criado em 1987, pelo que é um dos mais antigos museus de Macau. O tema do Museu Marítimo reflecte a ligação estreita da história de Macau com o mar, narrando, também, de uma forma sistemática, os êxitos extraordinários da China e de Portugal no campo da navegação marítima, dando a conhecer a importância do mar na cultura da humanidade.

Casas-Museu da Taipa

A paisagem que integra a Avenida da Praia, na ilha da Taipa, onde se ergue um conjunto de cinco moradias de estilo tipicamente português, foi classificada como uma das oito paisagens mais características de Macau. Estas cinco moradias, construídas em 1921, serviram, no decurso do tempo, de residência a individualidades, que desempenharam altos cargos nos antigos serviços públicos, e a famílias macaenses. Porém, na década de 80, do século XX, foram adquiridas e remodeladas pela Direcção dos Serviços de Turismo, e, mais recentemente, em 1992, o Governo, reconhecendo o seu valor arquitectónico, decidiu repará-las totalmente. O museu foi inaugurado em Dezembro de 1999, estando desde então aberto ao público.

Em Setembro de 2016, o governo da RAEM recapitalizou estes cinco edifícios, transformando-os em “Museu Vivo Macaense”, “Galeria de Exposições”, “Casa Criativa”, “Casa de Nostalgia” e “Casa de Recepções”, respectivamente, de poente para nascente. Os primeiros três edifícios são destinados a salas de exposições e os outros dois são usados como espaços de lazer; este projecto converteu o local numa combinação de cultura e criatividade, espectáculos ao ar livre e elementos de lazer, fazendo do mesmo uma mostra não apenas da cultura dos países de língua portuguesa, mas da cultura de todo o mundo.

Bibliotecas Públicas de Macau

Bibliotecas Públicas de Macau fundada em 1895, a Biblioteca Central de Macau, dependente do Instituto Cultural, engloba 14 bibliotecas públicas, uma biblioteca de livros antigos ocidentais, uma biblioteca itinerante e a Agência do ISBN. As bibliotecas públicas de Macau albergam uma colecção global de cerca de um milhão de volumes, quer em papel quer electrónicos, incluindo livros, jornais, revistas, documentos, objectos multimédia e os dados electrónicos da internet que abrangem todas as áreas científicas, para satisfazer as necessidades dos cidadãos de usufruírem de conhecimentos da sociedade, educação, informação e de lazer.

Plataforma de Informação Cultural

O website do Instituto Cultural, da Região Administrativa Especial de Macau (www.icm.gov. mo) e sua versão móvel é o portal oficial do Instituto, que tem por objectivo oferecer, à população em geral, serviços de informações relativas a actividades culturais, espectáculos, exposições, salvaguarda do património cultural, generalização do ensino de arte, investigação académica, entre outros. O website do Instituto Cultural tem sub-websites sobre as instalações culturais, nomeadamente, a Biblioteca Central de Macau, o Arquivo Histórico de Macau, o Conservatório de Macau, o Museu de Macau e a Galeria Tap Seac, além de proporcionar informações detalhadas sobre o Festival Internacional de Artes de Macau, o Festival Internacional de Música de Macau e o Desfile por Macau, Cidade Latina, entre outras actividades artísticas e culturais importantes. Por outro lado, o Instituto Cultural criou ainda o website do Património Cultural de Macau e a “Património Mundial de Macau”, bem como o website das Indústrias Culturais e Criativas de Macau , para promover o intercâmbio de informações das indústrias culturais e criativas locais e aumentar o conhecimento dos diversos sectores sociais sobre as indústrias culturais e criativas e a sua direcção de desenvolvimento.

 

Desporto

A maior parte dos campos desportivos e recreativos de Macau são geridos pelo Instituto do Desporto, do governo da RAEM. Para acompanhar o desenvolvimento social, o governo da RAEM tem vindo a envidar esforços no sentido de melhorar as suas instalações, promovendo um desenvolvimento diversificado a fim de satisfazer as necessidades das mais diferentes modalidades desportivas. A distribuição e o planeamento das instalações desportivas têm sido concebidos tomando em consideração todos os aspectos, para se poder instalar um centro desportivo em cada zona da cidade, facilitando o acesso de toda a população à prática desportiva.

Desporto para Todos

Desporto Para Todos destina-se a qualquer pessoa de qualquer idade, nível de educação ou profissão. Nos últimos anos, o governo da RAEM tem criado condições para introduzir elementos científicos e seguros nas actividades do Desporto Para Todos, de modo a atrair a participação activa da população, atingindo o objectivo de uma população física e mentalmente saudável com uma vida de lazer rica e variada, e, consequentemente, promovendo a harmonia social. Portanto, todos os anos, o governo organiza regularmente actividades desportivas para todos, dando aos residentes a oportunidade de praticarem exercícios físicos sob orientações de profissionais num ambiente seguro. Paralelamente, os nossos Centros de Medicina Desportiva prestam serviços de exames médicos aos utilizadores.

Calendário do Desporto para Todos

Organizam-se regularmente actividades desportivas para todos, pode ler o calendário de actividades em:

Dia de Desporto para Todos

Para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos de Macau e sensibilizar o conceito da prática do desporto a toda a sociedade, o Instituto do Desporto organiza mensalmente o “Dia de Desporto para Todos” em diferentes zonas, a fim de promover a participação em exercícios desportivos e cultivar um estilo de vida de desporto permanente. Para mais informações pode consultar o website

Desporto e saúde posto de atendimento e informações

Muitos residentes de Macau gostam de fazer exercícios físicos, utilizando os equipamentos instalados nos parques e trilhos. Ao fazerem actividades espontâneas sem orientação profissional, os praticantes podem facilmente sofrer traumas desnecessários. Considerando a situação, o Instituto do Desporto, desde 12 de Abril de 2009, aos domingos de manhã e ao anoitecer, estabeleceu “Desporto e saúde posto de atendimento e informações” nos locais públicos onde as pessoas costumam praticar desporto espontâneo, com o objectivo de lhes prestar informações sobre actividades desportivas que incluem: 

Demonstração e participação em actividades do Desporto Para Todos. Em cada actividade desportiva é oferecida uma série de demonstrações feitas por profissionais. Convidamos todos os praticantes matinais a experimentarem, pessoalmente, as diferentes modalidades desportivas, criando um ambiente divertido e estimulante no qual vão desenvolvendo esse hábito saudável de praticar desportos.

Estabelecimento de Postos de Conselhos de Saúde. Os Postos destinam-se a prestar serviços de testes de condição física (incluindo medição da pressão arterial, frequência cardíaca, peso, etc.), além de informações sobre saúde (hábitos alimentares, etc.) e elaboração profissional de planos desportivos individualizados (actividades e quantidade de exercício físico, etc.) aos interessados para que possam obter a aptidão física pretendida duma forma mais científica, eficaz e segura.

Informações sobre as actividades do Desporto Para Todos: Daremos aos praticantes matinais informações sobre as actividades do Desporto Para Todos, incluindo classes de interesse, outras actividades desportivas e revigoramento da saúde.

 

Actividades Desportivas

Regatas Internacionais de Barcos-Dragão de Macau

As Regatas Internacionais de Barcos-Dragão são uma actividade que é organizada, anualmente, desde 1979, sendo convidadas equipas de diferentes países para participarem nesta actividade desportiva tradicional chinesa, as equipas mais frequentes nas regatas de barcos-dragão são de Hong Kong, Japão, EUA, Filipinas, China, Tailândia, Singapura, Coreia do Sul, Austrália e dos países Europeus.

Após o estabelecimento da Região Administrativa Especial de Macau, as Regatas Internacionais de Barcos-Dragão de Macau são co-organizadas pelo Instituto do Desporto e pela Associação de Barcos-Dragão de Macau China. As regatas de barcos-dragão no festival Tung Ng tornaram-se nas actividades mais populares de Macau e as Regatas Internacionais de Barcos-Dragão de Macau são cada vez mais importantes na área desportiva do Território, atraindo, anualmente, cada vez mais participantes de diferentes países. A partir de 2001, foi adicionada a regata universitária internacional.

O Grande Prémio Mundial da FIVB

A primeira edição do Grande Prémio Mundial da FIVB teve lugar em 1993, pela Federation Internationale de Volleyball, desde então, este torneio é normalmente organizado, anualmente, a meio do ano. O prémio pecuniário deste torneio é superior a um milhão de dólares americanos, a fase preliminar decorre durante três dias consecutivos e ao longo de três semanas, através do sistema “Round Robin” isto é, todos contra todos, durante três dias. As equipas participantes são divididas em três grupos e a competição entre as equipas é realizada em diferentes locais, na última semana do torneio as equipas com maior pontuação concentram-se numa cidade para participar na competição final. O Instituto do Desporto e a Associação de Voleibol de Macau, China, têm vindo a organizar este evento desde 1994.

Macau Golf Open

 Macau Golf Open foi inaugurado em 1998. Com um prémio pecuniário de um milhão e cem mil dólares americanos, actualizado desde 2013, tem proporcionado um grande desafio a mais de 140 golfistas de renome de toda a Ásia. O evento foi, desde o início, realizado no Macau Golf and Country Club. O evento foi transmitido ao vivo, pela primeira vez, em 2011 para mais de 200 países e para cerca de 850 milhões de pessoas em todo o mundo.

Galaxy Entertainment Maratona Internacional de Macau

Em 1981, foi organizada a maratona pelos fãs de atletismo do Clube Desportivo Hung Mao, desde então o evento é organizado, anualmente, no início de Dezembro. A partir da criação do Instituto dos Desportos de Macau (actualmente conhecido como Instituto do Desporto) e da Associação Geral de Atletismo de Macau, o evento é co-organizado por estas duas entidades. O percurso da maratona, que não é fixo, é ajustado todos os anos, e a distância foi estipulada em 42.195 km. Com a entrada de Macau na AIMS (Association of International Marathons & Road Races) em 1990, os percursos das provas, a partir desse ano, foram reconhecidos por esta mesma entidade internacional.

Os participantes são de todo o mundo, os melhores resultados são: o do atleta Stephen Chemlany, do Quénia, com o tempo 2:12:49; e da atleta Tsega Gelaw Reta, da Etiópia, com o tempo 2:31:48. Foi adicionada a meia maratona (com a distância de 21.975 km) em 1997 e em 1998 foi adicionada a mini-maratona.      

Encontro de Mestres de Wushu

O Encontro de Mestres de Wushu é realizado desde 2016, com o objectivo de promover o Wushu, que é elogiado e reconhecido internacionalmente, sendo um desporto com uma cultura tradicional do Património da China. O Encontro apresentou-nos o Taolu, Sanda e a Dança do Leão e do Dragão, permitiu a participação dos residentes locais e turistas para intensificar o conhecimento deste desporto tradicional e, também, irá proporcionar uma plataforma, para comunicação dos muitos entusiastas de Wushu para estudos e treinos, e ao mesmo tempo partilharem as suas experiências em Wushu.

Grande Prémio de Macau

O Grande Prémio de Macau que tem lugar há mais de 60 anos pode dizer-se que é a maior actividade desportiva do território. O Grande Prémio de Macau é composto por um conjunto de provas de motociclos, carros desportivos, carros de turismo e fórmula 3, que os pilotos participantes conduzem no circuito da cidade de Macau. Nos dias de treinos e do Grande Prémio a cidade vive um extraodinário entusiasmo. O roncar dos motores, a multidão de turistas e a intensa decoração e publicidade nas ruas, tudo nessa semana, muda o ritmo da cidade.

 

Instalações Desportivas Públicas

Para informações mais sobre as instalações desportivas públicas de Macau, queira visitar: http://www.sport.gov.mo/pt/vbs/searchvenue

O aluguer das instalações desportivas é composto por aluguer individual e aluguer colectivo; o aluguer individual pode ser efectuado através da comparência na respectiva instalação ou através dos serviços online; os cidadãos ou as colectividades podem solicitar a cedência das instalações da Rede das Instalações Desportivas Públicas de acordo com as suas necessidades. Para mais informações, visite: http://www.sport.gov.mo/pt/vbs/about

Plano de membros de “Sport Easy

Para facilitar a utilização das instalações desportivas públicas pelos residentes foi lançado, no dia 14 de Outubro de 2008, o Plano de membros “Sport Easy”. O objectivo é criar uma base de dados completa dos desportistas que sejam membros “Sport Easy”, de modo a simplificar os procedimentos de inscrição dos residentes nas actividades e utilização de dados pessoais na reserva das instalações.

Centro de Medicina Desportiva

O Centro de Medicina Desportiva é uma subunidade orgânica do Instituto do Desporto, equiparada a divisão, à qual compete a prestação de serviços especializados e diversificados em prol do desenvolvimento do desporto de Macau, da consolidação da constituição física da população local e do melhoramento do nível de competição dos atletas. O Centro tem como destinatários dos seus serviços os atletas filiados em associações desportivas, os enquadrados no desporto para todos, no desporto para deficientes, no desporto escolar e no desporto universitário e os pacientes transferidos pelos Serviços de Saúde, para além de prestar serviços de exames e avaliação da condição física ao público.

Para mais informações:

Processo dos serviços prestados

Prestação de serviços

Taxas de prestação de serviços